Horário de Funcionamento:  Seg‑Sex  09:00‑18:00  
Telefone:   (31)995787120

HD ou SSD: qual a melhor opção para os computadores da sua empresa?

HD ou SSD: qual a melhor opção para os computadores da sua empresa?

A escolha da unidade de armazenamento de dados (HD ou SSD) é uma preocupação que não pode ser deixada de lado nas empresas. Sem perceber, os profissionais geram e coletam milhares de dados todos os dias, por isso precisam de um equipamento à altura para gravar e zelar pela integridade dessas informações.

A perda de dados pode acontecer por quedas repentinas de energia, por pessoas mal intencionadas, por profissionais descuidados e diversos outros motivos.

O fato é que a perda de dados pode gerar sérios problemas financeiros, ineficiência nos processos de produção, falhas de relacionamento com os clientes e manchas na reputação da empresa.

Fazer backup ou contar com bons equipamentos para coleta de dados ainda não fazem parte da rotina de muitas organizações.

De acordo com pesquisa encomendada pela Dell Technologies em 18 países, incluindo o Brasil, 72% das empresas brasileiras com mais de 200 funcionários relataram incidentes com indisponibilidade ou perda de informações em 2018. Destas, 16% sofreram perdas irreversíveis de dados, um prejuízo médio de US$ 388 mil.

Quando se fala em capacidade de armazenamento de dados, duas opções estão disponíveis no mercado: o HD e o SSD. Cada uma delas possui particularidades, portanto é importante conhecer as especificações – e o comportamento da empresa – para tomar a melhor decisão.

HD e SSD: entenda as diferenças

O HD chegou antes que o SSD ao mercado, mas isso não significa que seja a melhor opção em todas as situações. Tudo depende da quantidade e do tipo de informação gerada periodicamente pela empresa.

Então vamos começar pelo HD.

Esse tipo de armazenamento, presente em desktops e notebooks, pode armazenar uma grande quantidade de informações, sendo possível encontrar no mercado unidades de três ou mais terabytes de memória.

Por ser mais antigo, registra dados de forma mecânica e leva um certo tempo para localizar os arquivos desejados.

O SSD chegou ao mercado cerca de duas décadas depois do HD, com a proposta de gravar dados em flash, ser altamente silencioso, mais resistente e veloz do que o HD.

Ao mesmo tempo, o SSD possui uma capacidade de armazenamento visivelmente menor do que o HD, e sua vida útil acaba se tornando menor também.

Deixe um comentário

×